Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO&INDUSTRIA - SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO CRÉDITOyCAUCION

Terça, 24 Janeiro 2023 11:27 | Actualizado em Segunda, 06 Fevereiro 2023 18:29

O aumento de preços dos alimentos agrava os problemas em África
 
A subida combinada das taxas de juro, tanto internas como externas, e a força do dólar colocam em risco a sustentabilidade da dívida em toda a região

De acordo com o mais recente relatório divulgado pela Crédito y Caución, a guerra na Ucrânia está a ter um forte impacto na África subsaariana. Face ao crescimento de 4,5% alcançado em 2021, a seguradora de crédito prevê que a evolução do PIB na região desacelere para 3,2% em 2022 e 2,9% em 2023. O agravamento das condições socioeconómicas poderia minar a estabilidade institucional nos países mais instáveis. A forte subida dos preços dos alimentos gerada pela guerra na Ucrânia afeta em especial os mais de 100 milhões de habitantes de 34 países africanos em situação de insegurança alimentar.

A escalada dos preços internacionais do trigo é especialmente relevante, na medida em que a África subsaariana importa aproximadamente 85% do trigo que consume. Alguns dos maiores aumentos do mundo, superiores a 30%, nos preços dos alimentos registaram-se em países africanos dada a elevada proporção de alimentos básicos no seu cabaz de consumo, a sua dependência das importações ou a depreciação das taxas de câmbio. Em combinação com a subida dos preços dos combustíveis, o custo de vida aumentou bruscamente em muitos países da região o que agrava o índice de pobreza nos mais vulneráveis.

Para conter a inflação e aliviar a pressão sobre as taxas de câmbio, muitos países africanos estão a aumentar as suas taxas de juro. Ao mesmo tempo, o endurecimento monetário nos Estados Unidos e na Zona Euro elevaram os prémios de risco na região e limitaram o seu acesso ao mercado internacional de capitais. Anos de défices orçamentais elevados colocaram a dívida pública em níveis inéditos desde inícios da década de 2000. A subida combinada das taxas de juro, tanto internas como externas, e a força do dólar colocam em risco a sustentabilidade da dívida em toda a região. Mais de metade dos países africanos negociaram ou estão a negociar com o Fundo Monetário Internacional. 

As perspetivas de crescimento da região apresentam importantes riscos de baixa em 2023. O prolongar da guerra na Ucrânia vai manter elevados os preços das importações de alimentos e combustíveis, o que colocará ainda mais à prova os equilíbrios fiscais e exteriores na região. O aumento das taxas de juro, tanto à escala nacional como mundial, limitará a procura interna, aumentará os custos de financiamento e afetará os países mais endividados. Além disso, a grande dependência da agricultura torna a região especialmente vulnerável às alterações climáticas e às condições meteorológicas adversas, que agravariam as crises alimentar e de finanças públicas. A região também é vulnerável à desaceleração económica mundial, especialmente da China, importante destino de muitas das suas exportações.
 
Sobre a 
Crédito y Caución
 
Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 22%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento  das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países. A nossa actividade consolida-se no Grupo Catalana Occidente


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos