Velocidade Online

Diversos - Diversos

DIVERSOS - ESTUDO CURIOSO

Quinta, 10 Junho 2021 06:21 | Actualizado em Sexta, 18 Junho 2021 17:20

A vida na faixa rápida?

Os reformados têm mais pontos de penalização do que os jovens condutores.
Existem actualmente mais de 304.000 pensionistas (mais de 65 anos) a conduzir nas estradas do Reino Unido com pontos de penalização na sua carta de condução, quase 25 vezes o número de jovens condutores adolescentes - dos quais há pouco mais de 12.000 com pontos de penalização.  

Os resultados, provenientes de um pedido da Freedom of Information (FOI) à DVLA pela maior instituição independente de segurança rodoviária do Reino Unido - IAM RoadSmart - revelaram também que a pessoa mais velha a conduzir com pontos na sua carta de condução tinha 102, enquanto que há mais de 3.000 com mais de 90 anos de idade a conduzir actualmente com pontos de penalização.

No total, há mais condutores na faixa dos 30 anos com pontos de penalização do que em qualquer outra faixa etária (575.029), seguidos de perto pelos que têm 40 anos (572.238) e depois pelos que têm 50 anos (568.511). A idade com o maior número de pessoas com pontos foi 49 (63.248).

Descobertas adicionais da FOI descobriram que há até 8.800 pessoas ainda a conduzir com mais de 12 pontos - o montante pelo qual é desqualificado - enquanto o número mais elevado de pontos de penalização actualmente detidos por um indivíduo é de 68.  

Neil Greig, Director de Política e Investigação do IAM RoadSmart, disse: "As conclusões do nosso pedido Freedom of Information são surpreendentes. As infracções por excesso de velocidade e outras infracções motoras estão frequentemente associadas a condutores mais jovens, mas os resultados mostram claramente que existe um grande número de condutores mais velhos que também desrespeitam as regras.

"Independentemente da idade, a mensagem que precisamos de passar é que a segurança rodoviária é primordial e instamos os condutores de todas as idades a respeitarem os limites de velocidade e a garantirem que os seus veículos estão em condições de circular.

"Instamos também o governo a rever urgentemente a questão dos condutores com mais de 12 pontos que ainda não tiveram as suas cartas de condução revogadas. O IAM RoadSmart tem vindo a levantar esta questão há quase uma década e o problema ainda persiste. Não é por acaso que certos condutores acumulam 12 ou mais pontos e precisam de ser retirados das estradas públicas. Ao deixá-los manter a sua carta de condução, isso mina a simples mensagem "quatro graves e estás fora" e isto precisa de ser abordado urgentemente".
Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos