Velocidade Online

Diversos - Diversos

DIVERSOS

Quarta, 15 Maio 2024 07:21 | Actualizado em Segunda, 27 Maio 2024 23:22

15 de maio, às 14h30, e 17 de maio, às 18h, na Escola das Artes da Católica no Porto

 

Paulo Américo e Mark Mangini dão aulas abertas de Pós-Produção para Cinema na Escola das Artes

 

 

Mark Mangini, um dos mais conceituados designers de som para cinema - vencedor de dois Óscares da Academia (Dune, Mad Max Fury Road) - dará um seminário na Escola das Artes no próximo dia 17 de maio, às 18h. Dois dias antes, a 15 de maio, às 14h30, estará Paulo Américo, um dos mais reputados coloristas de cinema em Portugal. Estas sessões decorrem no âmbito do Ciclo de Seminários em Pós-Produção para Cinema, organizado pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa.

 

Seminário Pós Produção

 

Mark Mangini é um dos mais conceituados designers de som para cinema. Foi vencedor de dois Óscares da Academia (Dune, Mad Max Fury Road) e foi nomeado noutras seis ocasiões e com filmes como Blade Runner 2049, Star Treks I, IV e V, O Quinto Elemento e Gremlins. Nos seus 45 anos de carreira em Hollywood, onde trabalhou em mais de 150 filmes, Mangini desenvolveu uma abordagem imersiva e orquestral ao universo sonoro de cada obra. Mangini é frequentemente convidado para palestras e conferências, sendo também um fervoroso defensor do som como arte e guitarrista/compositor em filmes como “Sex, Lies and Videotape”, “Star Trek IV”, “Picard” e outros. Ele é membro da AMPAS, MPSE, SAG, SMPTE e ASCAP. Mark fundou e dirigiu a Weddington Productions, uma bem-sucedida empresa de pós-produção de som em Hollywood, durante 25 anos. Hoje trabalha na Formosa Group em Hollywood, Califórnia, continuando o seu trabalho como Supervising Sound Editor, Sound Designer e Re-recording mixer. O seminário com Mark Mangini realiza-se a 17 de maio às 18h, no Auditório Ilídio Pinho, da Universidade Católica Portuguesa no Porto.

 

Paulo Américo é um dos mais reputados coloristas de cinema em Portugal, com mais de 15 anos de experiência. Antes disso, trabalhou durante mais de uma década como artista de vídeo em espetáculos de teatro, ópera e dança. Com uma formação em engenharia e media studies, o seu

trabalho em color grading e color correction procura sempre o equilíbrio perfeito entre tecnologia e criatividade, combinando-as de forma única na arte e ofício de graduar a cor de um filme. Este encontro decorre a 15 de maio às 14h30, no Auditório Ilídio Pinho, da Universidade Católica Portuguesa no Porto.

 

Entre 19 de abril e 29 de junho serão vários os Seminários

A programação deste ciclo de seminários aparece intimamente ligada à nova formação especializada em Pós-Produção de Cinema da Escola das Artes. Tendo iniciado a 19 de abril com Claire Atherton (figura incontornável da montagem de cinema), o Ciclo de Seminários em Pós-Produção para Cinema, organizado pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa, termina a 29 de junho.

 

A 25 de maio, às 10h00, o seminário será conduzido por Mariana Gaivão, programadora de cinema, realizadora e montadora de filmes de realizadores como Marco Martins e João Pedro Rodrigues, exibidos em festivais como Cannes, Berlim, Veneza ou Locarno. O quinto e último seminário terá como orador Alexander Gerner, especialista em estética de Generative A.I., incluindo as suas aplicações à arte e aos media, num momento de transição tecnológica prestes a revolucionar toda a prática de criação visual. Este último evento realizar-se-á a 29 de junho, às 10h00.

 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos