Velocidade Online

Portugueses no estrangerio -

PORTUGUESES NO ESTRANGEIRO- ALVARO PARENTE SEM SORTE

Terça, 14 Maio 2024 23:04 | Actualizado em Segunda, 27 Maio 2024 14:13

Motor tira Álvaro Parente da luta pelo pódio
 
Álvaro Parente mostrou um andamento forte nas 24 Horas de Portimão, a terceira ronda das 24H Series, mas a fiabilidade do seu Porsche não o deixou terminar a corrida.
 
Apesar de não estar completamente satisfeito com o comportamento do carro germânico, o piloto português mostrou um andamento forte ao longo de todo o fim-de-semana e na sua qualificação registou o sexto crono, o que, juntamente com a média realizada pelos tempos dos seus colegas de equipa, Antonio Sainero e Pablo Brugera, permitiu ao carro da E2P Racing assegurar o quinto posto da grelha de partida para a corrida de vinte e quatro horas.
 
As primeiras horas de prova foram realizadas pelos espanhóis, rodando consistentemente dentro dos cinco primeiros. Quando Álvaro Parente pegou no carro começou a realizar uma recuperação fulgurante.
 
Com um ritmo muito forte e consistente, o português foi ganhando tempo aos seus adversários, conseguindo ascender ao terceiro lugar pouco antes de entrar nas boxes para ceder o Porsche 991.2 GT3 R a Antonio Sainero.
 
No entanto, com a noite já alta, começaram a surgir os primeiros problemas - primeiro foi um suporte do fundo plano dianteiro que se partiu. O carro da E2P Racing continuou em pista, mas muito subvirador, o que condicionou o andamento dos seus pilotos.
 
Quando Álvaro Parente se aprestava para regressar à pista, pouco depois da meia-noite, o motor do Porsche cedeu, obrigando a equipa ao abandono, quando um lugar no pódio era ainda uma possibilidade.
 
O piloto do Porto, naturalmente, estava desapontado com o desfecho do seu regresso às corridas em Portugal. “Foi um fim-de-semana complicado! Nunca conseguimos encontrar a melhor afinação para o Porsche, mas ainda assim estávamos competitivos. Seria muito complicado, dado o problema com o fundo plano, mas não estávamos completamente fora da luta pelo pódio. Foi pena o abandono, mas as corridas são e temos de aceitar”, afirmou Álvaro Parente.
 
Apesar do desfecho desapontante, o português sublinha alguns aspecto positivos do fim-de-semana do Autódromo Internacional do Algarve. “É sempre bom correr em Portugal, temos a família, amigos e adeptos por perto e isso é um conforto importante. Foi bom regressar depois de tantos anos. Como disse, foram uns dias exigentes, mas a E2P Racing esteve sempre muito bem à procura de soluções e conseguíamos ser consistentes ao longo dos ‘stints’. O Antonio e o Pablo continuam a evoluir e estão cada vez melhor. Penso que a evolução apresentada poderemos olhar para o futuro com confiança”, concluiu Álvaro Parente.
 
A próxima ronda das 24H Series são as 12 Horas de Misano, que se realizam a 5 e 6 de Julho.
Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos